Sonho comum

Você já teve um sonho em que vivia num mundo perfeito no qual todas as pessoas eram boas e faziam o que foi prometido? Respeitavam as leis, não jogavam lixo no chão, empresas não poluíam, crianças eram tratadas como crianças e toda tecnologia e inovação era para a felicidade de todas as pessoas (e não somente de 1%) e, também, para não ter impacto na natureza? Pois é, uma visão que muitos têm, mas que acabam ficando no mundo das ideias de Platão, ou ainda num mundo utópico de qualquer filme de ficção científica que jamais concorrerá ao Oscar, por ser demasiado óbvio.

Sim, existem pessoas no mundo inteiro que não somente sonham como também estão trabalhando e atuando para que isso se torne realidade! Ainda digo que, se estas pessoas não forem impedidas, já é um grande começo, pois uma das grandes dificuldades para estes grandes aventureiros e aventureiras da transformação no mundo são aqueles que se dizem seres humanos que, por falta de conhecimento ou por muita vaidade ou egoísmo, atrapalham os processos e projetos.

Pessoas mudando o mundo por meio de trabalho em comunidades carentes ou de um projeto social ou voluntariado corporativo. Ou diretamente nas florestas ou com comunidades tradicionais. Às vezes, dentro das empresas, por meio de melhorias de processos que economizam energia, água ou reutilizam o material. São muitos os movimentos e temas para isso: sustentabilidade empresarial, negócios sociais, negócios de impacto social, responsabilidade social corporativa, gestão de ONGs e fundações, investimento social privado, voluntariado, inovação social, economia verde, economia criativa, economia circular, enfim… Cada vez mais existem novos conceitos que transformam estes sonhos em realidades e projetos e ações em profissões e trabalho voluntário.

O que não dá é para ficar parado só sonhando!

Realmente, a vida real não é simples, temos que ganhar dinheiro para pagar a escola do filho, o aluguel, o supermercado do mês, os nossos estudos… E não para nunca mais… Mas a busca do sonho comum, de um local melhor pode ser planejado e colocado em ação, basta começar buscando mais informações ou mesmo assistindo alguns vídeos na internet.

Um grupo de pessoas se reuniu no final do ano passado, mais especificamente em dezembro, e alinhou alguns sonhos comuns globais. Pois é, foram chamados de objetivos para o desenvolvimento sustentável, uma evolução para todos os seres humanos e a nossa relação com o nosso planeta. Neste evento, em Paris, mesmo depois dos tristes ataques terroristas, a cidade das luzes recebeu com muita honra as 195 nações que assinaram este acordo histórico.

Objetivos como: tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros e resilientes; acabar com a fome, alcançar a segurança alimentar, melhorar a nutrição; proteger, recuperar e promover o uso sustentável das florestas; construir infraestrutura resiliente, promover a industrialização inclusiva; entre outros, totalizando 17 objetivos que fazem parte de todo sonho comum de seres humanos que acreditam numa evolução efetiva de sua espécie. A hora é agora, precisamos nos envolver cada vez mais nas 17 causas, seja de uma forma voluntária, criando ou trabalhando em uma ONG, mudando e transformando a nossa empresa, abrindo uma empresa social que cuide de mudanças sociais, nos engajando na nossa política (que está meio difícil) e liderando movimentos que tragam todos estes sonhos para a realidade. Sou otimista sim, pois acredito sempre no ser humano, vejo isso todos os dias nos meus filhos. Conheça mais sobre os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) em www.pnud.org.br/ods. Busque mais informações nas redes sociais e nos canais de vídeo na internet.

Envolva-se, sonhe e realize junto com outras pessoas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *